Veja quantos milhões o auxílio emergencial injetou na economia alagoana só em abril

Publicado em 29 de Abril de 2020

No mês de março, antes do programa do Governo Federal de auxílio emergencial em meio à pandemia, Alagoas recebeu pouco mais de R$ 75 milhões em repasses referentes ao pagamento de bolsa família para 386 mil alagoanos.

Em abril, com o aporte do auxílio emergencial (que, além de aumentar o valor médio do bolsa família, incluiu mais de 100 mil novos alagoanos cadastrados), os repasses somaram mais de R$ 438 milhões destinados a 552 mil beneficiários em Alagoas. 

Ou seja: o novo auxílio injetou 363 milhões de reais extras de repasses do Governo Federal na economia do Estado segundo dados do Ministério da Cidadania.

“E pelo menos outros 100 mil alagoanos poderiam receber esse auxílio caso tivessem acesso à orientação necessária para acessar o cadastro”, diz o economista alagoano Cícero Péricles. “Por isso mesmo, deveríamos reforçar o trabalho de orientação nos municípios para incluir no programa esses milhares de alagoanos que têm direito à renda”.

De acordo com o economista, como a renda média do benefício em abril foi de R$ 1100 por família/beneficiário, a inclusão desses 100 mil poderia representar um acréscimo de R$ 110 milhões de reais por mês na economia do Estado. “É um valor significativo que representa uma soma muito maior do que o aporte de qualquer outra empresa no Estado”, diz o economista.



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved