Varejo alagoano pós-covid: lives discutem como marcas locais podem recuperar tempo (digital) perdido

Publicado em 22 de Jun de 2020

Sim, apesar de todos saberem que o comércio eletrônico já era realidade e não só uma tendência, muitos adiaram o momento da conversão digital confiando na força de suas lojas físicas.

Quando a pandemia fechou as lojas físicas, começou a saga das marcas locais em busca do tempo (digital) perdido. Quais foram as melhores estratégias, quem se saiu melhor?

Esse é um dos temas da série de lives “Varejo Proativo” idealizado pela agência de marketing digital Yellow Kite, em parceria com a Chama Publicidade, que abre às 14h30 desta segunda com uma série de palestras de especialistas em varejo on-line e de líderes de marcas alagoanas compartilhando suas experiências na área.

“Mesmo sendo o brasileiro o segundo povo mais conectado do mundo (passa em média mais de 9 horas diárias on-line), a pandemia revelou as fragilidades de empresas que dependiam apenas das lojas físicas e tinham pouca presença digital”, diz Carina Oiticica, sócia da Yellow Kite. “E nada melhor do que debater a necessidade extrema dessa conversão digital ouvindo grandes especialistas sobre o tema do Brasil e em Alagoas, compartilhando as experiências das marcas locais após esse período de três meses de isolamento social”.

Entre os palestrantes, estão nomes como Álvaro Mendonça, da agência de marketing digital CBYK, Paulo Camêllo, Head Digital Business da marca Vivara, Juliana Tubino, da Resultados Digitais, além de representantes de empresas locais como Geninho Santos Filho, da Lojas Guido, Rodrigo Montenegro, da Mammoth Store, Leonardo Franco, do Parque Shopping Maceió, entre outros.

A inscrição é gratuita e pode ser feita aqui.



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved