Alagoas, Domingo, 31 de Maio de 2020
  • Enviar e-mail
  • Facebook

Empresa alagoana lança sistema inteligente para alimentação de pets

Publicado em 08 de Outubro de 2019

É um mercado de cachorro grande.

Com mais 130 milhões de animais de estimação no Brasil (segundo o IBGE) e previsão de movimentar em 2020 cerca de R$ 20 bilhões, não é à toa que o mercado de pets é um dos segmentos que mais crescem no país.

De olho num nicho desse mercado, a empresa alagoana Ração in Box, criada pelo engenheiro de computação João Cassela em parceria com dois sócios da área de marketing, decidiu abocanhar uma porção desse mercado gigante se apresentando como um “clube de nutrição” com a missão de ajudar os donos de animais a alimentar de forma correta seus animais – e ainda economizarem ao cortar o desperdício.

Cassela, que cria cachorros desde a infância e já era conhecido no Estado como um dos pioneiros no desenvolvimento de softwares de gestão para clientes locais e nacionais (como a Hertz Locadora, que hoje faz parte da Localiza), teve a ideia de criar o sistema quando descobriu que ele próprio não fazia ideia da quantidade de ração que deveria dar aos animais.

“Como não media corretamente as porções de ração, descobri que a ração consumida em apenas um mês pelo meu cão era suficiente para dois meses, o que evitaria o sobrepeso dele”, diz Cassela. “Daí vi a oportunidade de desenvolver um sistema que não apenas entregasse a ração em casa, como também que ajudasse os donos a medir adequadamente as porções”.

Para isso, além do serviço de entrega em casa de rações das marcas Royal Canin e Dog Excelence, o Ração in Box, com base em informações da raça, idade, peso e outros dados do animal, produz em uma impressora 3D um copo em PVC na medida correta da porção que o dono deve servir ao pet em cada fase da vida. “Mais do que a comodidade da entrega, nosso diferencial está no serviço de facilitar a dosagem correta de ração para uma nutrição adequada”, diz Cassela. “E, de acordo com essas informações, o próprio sistema vai se adaptando para alterar a porção de acordo com a idade do animal”.

Ainda de acordo com Cassela, que já desenvolveu sistemas de entrega compartilhada, como o Velloce, em Brasília, o serviço lançado inicialmente no Estado deve se expandir em breve para outras cidades do Nordeste e do país. “Vamos começar pelo Estado, até para testarmos todas as possibilidades do negócio, mas já temos sistema de logística que permite a expansão do serviço para outras cidades”, diz Cassela.

Mais informações no site da empresa aqui.


 

  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved