Jazidas de cobre do agreste alagoano atraem investimento de R$ 700 milhões de fundo inglês

Publicado em 21 de Março de 2018

Com sede em Londres e escritórios na Austrália e África do Sul, o Appian Capital Advisory LLP é um fundo especializado no investimento em mineradoras de médio porte em várias regiões do mundo.

Após adquirir, ano passado, o controle do projeto da Mineração Vale Verde, em Craíbas e Arapiraca, no Agreste Alagoano, numa transação com a Aura Minerals estimada em U$ 40 milhões, o grupo se prepara agora para dar continuidade ao plano de investimentos na região que deve consumir mais de 220 milhões de dólares – pouco mais de 719 milhões de reais no câmbio atual.

Segundo informações repassadas a AGENDA A, o fundo já escolheu a equipe de comando da operação no Estado que deverá ser apresentada em reunião nesta quinta (22), em São Paulo, ao secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado, Rafael Brito.  

Se o cronograma do grupo for mantido, as obras para instalação da mineradora devem iniciar ainda em dezembro deste ano com duração estimada de 20 a 24 meses - e geração, nesta primeira fase de obras, de cerca de 1200 empregos. Após a finalização das obras, prevista para 2021, a mineradora entraria em operação com geração de 500 empregos diretos.

Diferentemente do projeto da Aura Minerals, que tinha como um dos principais eixos explorar também o minério de ferro na região, o foco do grupo Appian é a exploração das jazidas de cobre.



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved