Parceria entre setor privado e Federação de Tênis volta a projetar Alagoas em circuito internacional

Publicado em 23 de Agosto de 2021

Grupo de empresários e Federação Alagoana de Tênis (acima): união para fazer com que Alagoas volte a sediar grandes torneios

 

Os mais novos nem imaginam, mas o Estado de Alagoas foi sede, no passado, não apenas de grandes torneios de tênis regional e nacional, como até internacional – como as quartas-de-finais da Copa Davis na Praia da Pajuçara, em março de 1992, quando a equipe de tenistas brasileiros derrotou os italianos com apoio da torcida alagoana.

Após anos de marasmo de grandes eventos da modalidade no Estado, quem se deparou no último final de semana, na Pajuçara, com a estrutura do Macena Open de Beach Tennis, torneio com pontuação válida para o ranking mundial da Federação Internacional de Tênis, sentiu de volta uma mostra do tempo em que nossa capital era sede regular de grandes eventos esportivos.

“Eventos desse porte são essenciais para resgatar a força e tradição do tênis no Estado em todas suas modalidades”, diz Gilson França, empresário alagoano que assumiu a Federação Alagoana de Tênis em março do ano passado com a missão de fortalecer a entidade. “E a organização de um torneio com esse porte só foi viável por contarmos no Estado com empresas profissionais de marketing esportivo, como 2Be Sports, do engajamento do setor privado como do empresário André Macena, patrocinador do evento, além do apoio do Governo e da Prefeitura”.

A estrutura do torneio, encerrado neste domingo à noite (com a vitória dos atletas Daniel Mola e Leonardo Branco, no masculino, e Sophia Chow e Marília Câmara, no feminino), foi elogiada pelos próprios atletas. “O evento em nada ficou devendo aos grandes torneios que participei fora do Brasil”, disse o atleta Ralff Abreu, 31º do mundo no ranking da categoria que já foi vice-campeão mundial com a Seleção Brasileira em 2017. “Pelo contrário, foi muito melhor em quesitos como estrutura e grandeza”.

Para Lucas Romariz, um dos sócios da empresa de marketing esportivo 2Be Sports, organizadora do evento, o elogio dos atletas reforça o potencial do Estado como sede de grandes eventos esportivos. “Todos nós já sabemos que Maceió, com seus belos cenários naturais, tem uma vocação clara para atrair grandes eventos esportivos como esse”, diz Lucas Romariz. “Mas é preciso muito planejamento e atenção em cada detalhe para realizar um evento que deixe uma marca positiva entre todos os participantes, ainda mais em um ambiente de pandemia como esse”, diz Lucas Romariz.

Se depender dos participantes, organizadores e patrocinadores, o evento tem tudo para se consolidar no calendário internacional de beach tennis. “Esse feedback positivo dos atletas só fortalece a nossa intenção de fazer uma edição do torneio ainda melhor no próximo ano”, diz o empresário André Macena, patrocinador do evento, já de olho em 2022.




  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved