A potência de “Cavalo”: filme alagoano estreia em São Paulo, Rio, BH, Salvador, Brasília e Maceió

Publicado em 11 de Agosto de 2021

A partir desta quinta, salas de cinema em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvado (além de Maceió e Arapiraca, veja abaixo), exibem Cavalo, primeiro longa-metragem fomentado por um edital público em Alagoas (com recursos da Ancine em parceria com a Fundação Municipal de Cultura de Maceió) e um dos primeiros a entrar em circuito nacional nos últimos quase 40 anos – na Cinemateca Brasileira, o último longa lançado nacionalmente foi a comédia erótica “Mulheres Liberadas”, de 1983, dirigido por Adnor Pitanga. 

Apesar da pandemia ter adiado a estreia do filme no circuito nacional, o filme com direção de Werner Salles Bagetti (“Exu – Além do Bem e do Mal”) e Rafhael Barbosa (“O que Lembro, Tenho”) já percorreu nos últimos meses mais de 30 mostras de cinema do país, incluindo festivais importantes como a Mostra de Cinema de Tiradentes, o Festival Olhar de Cinema, em Curitiba – além de ser um dos recordistas de público em festivais online durante a pandemia como na edição do ano passado do Festival Ecrã de Cinema, do Rio de Janeiro.

Com uma linguagem híbrida entre a ficção e documentário para narrar o cotidiano de jovens dançarinos envolvidos num processo artístico de resgate de suas ancestralidades africanas, Cavalo está longe de ser um filme de apelo comercial. A potência de suas imagens, contudo, com performances que revelam como o corpo é a última fronteira de resistência dessa cultura, faz com que o espectador no cinema quase incorpore, literalmente, a força dessa mitologia – assim como os médiuns (chamados cavalos) recebem as entidades nos rituais da Umbanda e do Candomblé.     

“Cavalo consegue unir a apreensão do real, a representação do mundo e a criação poética num mesmo registro, etéreo sem ser abstrato demais, conferindo protagonismo a corpos, vozes e identidades marginalizadas dentro de um contexto de pura beleza estética”, escreveu o crítico de cinema Bruno Camelo, editor do site Papo de Cinema.

Em Alagoas, o filme, que teve pré-estreia em Maceió nesta terça para convidados, entra em cartaz oficialmente a partir de quinta (12) no Centro Cultural Arte Pajuçara e em salas da rede Cinesystem em Maceió (Parque Shopping) e Arapiraca (no Arapiraca Garden).

Confira abaixo a programação local e nacional da primeira semana de estreia do filme (12 a 18 de agosto).

 

Maceió

Cine Arte Pajuçara - 14h50 e 20h15 (exceto sexta e segunda); 17h30 (somente sexta)

Cinesystem Parque Shopping - 21h

Arapiraca

Cinesystem Garden Shopping - 21h35

São Paulo

Petra Belas Artes - 17h

Espaço Itaú Augusta - 15h30

Espaço Itaú Frei Caneca - 19h

Rio de Janeiro

Estação NET - 21h05

Espaço Itaú Botafogo - 18h

Belo Horizonte

Una Cine Belas Artes - 19h

Salvador

Espaço Itaú Glauber Rocha - 19h30

Brasília

Espaço Itaú Brasília - 19h30




  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved